Nosso site usa cookies para melhorar a experiência do usuário e recomendamos aceitar seu uso para aproveitar ao máximo a navegação

Uma equipe de 200 sacerdotes te comentam o Evangelho do dia

Ver outros dias:

Dia Litúrgico: Sábado I do Tempo Comum

Evangelho (Mc 2,13-17): Outra vez, Jesus (…) viu Levi, o filho de Alfeu, sentado na coletoria de impostos, e disse-lhe: «Segue-me!» Ele se levantou e seguiu-o. (…) Os escribas, que eram fariseus, vendo que ele comia com os pecadores e os publicanos, disseram aos discípulos de Jesus: «Por que ele come com os publicanos e os pecadores?». Tendo ouvido, Jesus respondeu-lhes: «Não são as pessoas com saúde que precisam de médico, mas as doentes. Não é a justos que vim chamar, mas a pecadores».

Vocação de Mateus: Jesus chama desde o lugar de trabalho

REDAÇÃO evangeli.net (elaborado com base nos textos de Bento XVI)
(Città del Vaticano, Vaticano)

Hoje Mateus é chamado desde seu lugar de trabalho ao seguimento de Jesus. Somente na narração de alguns chamados menciona-se o trabalho que estavam realizando os interessados. Pedro, André, Tiago e João são chamados enquanto pescavam; Mateus enquanto arrecadava impostos. Trata-se de ofícios de pouca importância! O chamado de Jesus chega, por tanto, também a pessoas de baixo nível social, enquanto desempenham seu trabalho ordinário.

Mateus responde imediatamente ao chamado de Jesus: “Ele se levantou e seguiu-o”. A concisão da frase destaca claramente a prontidão de Mateus na resposta ao chamado. Isto significava para ele abandoná-lo tudo, sobre tudo uma fonte de renda segura, ainda com freqüência injusta e desonrosa. Evidentemente, Mateus compreendeu que a familiaridade com Jesus não lhe permitia continuar com atividades desaprovadas por Deus.

—Neste “se levantar” pode-se ver o desapego a uma situação de pecado e, ao mesmo tempo, a adesão consciente a uma nova existência reta, na comunhão com Jesus Cristo.