Nosso site usa cookies para melhorar a experiência do usuário e recomendamos aceitar seu uso para aproveitar ao máximo a navegação

Uma equipe de 200 sacerdotes te comentam o Evangelho do dia

Ver outros dias:

Dia Litúrgico: Sexta-feira da 18ª semana do Tempo Comum

Evangelho (Mt 16,24-28): Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: «Se alguém quer vir após mim, renuncie a si mesmo, tome sua cruz e siga-me. Pois quem quiser salvar sua vida a perderá; e quem perder sua vida por causa de mim a encontrará. De fato, (…) Ou que poderá alguém dar em troca da própria vida? (…)».

O homem não é um ser “expelido” ao mundo por acaso

REDAÇÃO evangeli.net (elaborado com base nos textos de Bento XVI)
(Città del Vaticano, Vaticano)

Hoje Jesus formula uma pergunta chave: “que poderá alguém dar em troca da própria vida?”. Resposta: Nada que não seja dar a vida mesma a Deus. Isto supõe que ninguém existe por casualidade: O homem não é um ser “expelido” ao mundo por acaso, mas fomos criados por Deus que já nos conhecia e amava.

À vida de cada homem precede um conhecimento, uma idéia e um amor, que constituem o fundamento da nossa existência. A criação fez-se para abrir um espaço em que se possa responder ao amor de Deus. O cosmos não foi criado para que houvesse multidão de astros e tantas outras coisas, mas para que houvesse um lugar para a “aliança”, para o “sim” do amor entre Deus e o homem que lhe responde.

—Senhor, minha liberdade e tua Cruz estão na minha resposta: Sem liberdade minha resposta não seria de amor; sem a Cruz não seria resposta adequada para te seguir.