Nosso site usa cookies para melhorar a experiência do usuário e recomendamos aceitar seu uso para aproveitar ao máximo a navegação

Uma equipe de 200 sacerdotes te comentam o Evangelho do dia

Ver outros dias:

Dia Litúrgico: 5 de Janeiro (Féria do tempo de Natal)

Evangelho (Jo 1,43-51): No dia seguinte, Jesus viu Natanael que vinha ao seu encontro e declarou a respeito dele: «Este é um verdadeiro israelita, no qual não há falsidade!». Natanael disse-lhe: «(...) Rabi, tu és o Filho de Deus, tu és o Rei de Israel!». Jesus lhe respondeu: «Em verdade, em verdade, vos digo: vereis o céu aberto e os anjos de Deus subindo e descendo sobre o Filho do Homem!».

O sinal de Deus é a simplicidade

REDAÇÃO evangeli.net (elaborado com base nos textos de Bento XVI)
(Città del Vaticano, Vaticano)

Hoje —em pleno ciclo de Natal —aparece a figura de Natanael, discípulo de Jesus, um homem simples, "no qual não há falsidade”. Simplicidade!: O sinal de Deus é a simplicidade. O sinal que na Noite Santa os Anjos deram aos pastores não contem nada prodigioso, nem espetacular: Verão somente um menino enrolado em fraldas, necessitado dos cuidados maternos; um menino que nasceu num estábulo e que está deitado numa manjedoura.

O sinal de Deus é o Menino: Ele se faz pequeno por nós. Esse é seu modo de reinar. Ele não vem com poderio e grandiosidade externos. Vem como menino inerme e necessitado da nossa ajuda. Não quer nos abrumar com a força. Evita-nos o temor ante sua grandeza. Não quer de nós mais que nosso amor, através do qual aprendemos espontaneamente a entrar nos seus sentimentos, no seu pensamento e na sua vontade.

—Senhor, te fizeste pequeno para que nós possamos te compreender, acolher-te e te amar. Aprendamos a viver como Ele!