Nosso site usa cookies para melhorar a experiência do usuário e recomendamos aceitar seu uso para aproveitar ao máximo a navegação

Uma equipe de 200 sacerdotes te comentam o Evangelho do dia

Ver outros dias:

Dia Litúrgico: Quarta-feira da 4ª semana do Tempo Comum

Evangelho (Mc 6,1-6): Jesus foi para sua própria terra (...). Muitos dos que o ouviam se admiravam. «De onde lhe vem isso?», diziam.«Que sabedoria é esta que lhe foi dada? E esses milagres realizados por suas mãos? Saindo dali, Jesus foi para sua própria terra. Seus discípulos o acompanhavam. No sábado, ele começou a ensinar na sinagoga, e muitos dos que o ouviam se admiravam. «De onde lhe vem isso?», diziam.«Que sabedoria é esta que lhe foi dada? E esses milagres realizados por suas mãos? Não é ele o carpinteiro, o filho de Maria, irmão de Tiago, Joset, Judas e Simão? E suas irmãs não estão aqui conosco?» E ele se tornou para eles uma pedra de tropeço. Jesus, então, dizia-lhes: «Um profeta só não é valorizado na sua própria terra, entre os parentes e na própria casa». E não conseguia fazer ali nenhum milagre, a não ser impor as mãos a uns poucos doentes. Ele se admirava da incredulidade deles. E percorria os povoados da região, ensinando.

Ilustração: Francesc Badia

Hoje, os habitantes da Galileia reconhecem Jesus, mas – na realidade - não o conhecem… Não aceitam que possa ser o Messias. Tantos anos com Ele e… Embora ninguém lhes tivesse dito que Jesus - nascido de Maria - vinha do céu, pelo menos podiam ter suspeitado a partir dos sinais que realizava.

- Sem fé é impossível conhecer totalmente Jesus. Sem fé nem sequer vemos os milagres!