Nosso site usa cookies para melhorar a experiência do usuário e recomendamos aceitar seu uso para aproveitar ao máximo a navegação

Uma equipe de 200 sacerdotes te comentam o Evangelho do dia

Ver outros dias:

Dia Litúrgico: Quarta-feira da 1ª semana da Quaresma

Evangelho (Lc 11,29-32): «Maligna é esta geração; ela pede um sinal; e não lhe será dado outro sinal, senão o sinal do profeta Jonas». E, ajuntando-se a multidão, começou a dizer: «Maligna é esta geração; ela pede um sinal; e não lhe será dado outro sinal, senão o sinal do profeta Jonas; Porquanto, assim como Jonas foi sinal para os ninivitas, assim o Filho do homem o será também para esta geração. A rainha do sul se levantará no juízo com os homens desta geração, e os condenará; pois até dos confins da terra veio ouvir a sabedoria de Salomão; e eis aqui está quem é maior do que Salomão. Os homens de Nínive se levantarão no juízo com esta geração, e a condenarão; pois se converteram com a pregação de Jonas; e eis aqui está quem é maior do que Jonas».

Ilustração: Pili Piñero

Hoje, Jesus Cristo anuncia a sua ressurreição usando a figura de Jonas. Deus “levou” este profeta até Nínive “viajando” durante três dias dentro de um grande peixe. Quando alguns pediram a Cristo um milagre para demonstrar a sua divindade, Ele respondeu recordando a história de Jonas…

- Jesus é Deus e não um mágico! O grande sinal da redenção é algo que um mágico nunca fará: o Pai ressuscita o Filho. Como Jonas, Jesus esteve três dias abaixo da superfície (sepultado), e depois ressurgiu, quer dizer, ressuscitou: esse é o sinal definitivo de Deus.