Nosso site usa cookies para melhorar a experiência do usuário e recomendamos aceitar seu uso para aproveitar ao máximo a navegação

Uma equipe de 200 sacerdotes te comentam o Evangelho do dia

Ver outros dias:

Dia Litúrgico: Quarta-feira da 2ª semana da Páscoa

Evangelho (Jo 3,16-21): De fato, Deus amou tanto o mundo, que deu o seu Filho único (...) para que o mundo seja salvo por ele». De fato, Deus amou tanto o mundo, que deu o seu Filho único, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna. Pois Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para condenar o mundo, mas para que o mundo seja salvo por ele. Quem crê nele não será condenado, mas quem não crê já está condenado, porque não acreditou no nome do Filho único de Deus. Ora, o julgamento consiste nisto: a luz veio ao mundo, mas as pessoas amaram mais as trevas do que a luz, porque as suas obras eram más. Pois todo o que pratica o mal odeia a luz e não se aproxima da luz, para que suas ações não sejam denunciadas. Mas quem pratica a verdade se aproxima da luz, para que suas ações sejam manifestadas, já que são praticadas em Deus.

Ilustração: Pili Piñero

Hoje, Jesus explica a Nicodemos que Deus nos ama tanto que o Pai do céu enviou o seu Filho à terra para nos dar a vida eterna. Realmente, há 2.000 anos em Belém nasceu Jesus da Virgem Maria. Jesus Cristo, quando começou a pregar, disse que Ele vinha do Pai e que ao Pai havia de regressar… Mas quer regressar connosco!

- Jesus traz-nos uma grande esperança, que é como uma grande luz que ilumina o nosso caminho nesta vida.