Nosso site usa cookies para melhorar a experiência do usuário e recomendamos aceitar seu uso para aproveitar ao máximo a navegação

Uma equipe de 200 sacerdotes te comentam o Evangelho do dia

Ver outros dias:

Dia Litúrgico: Domingo III (B) da Pascoa

Evangelho (Lc 24,35-48): «Vede minhas mãos e meus pés: sou eu mesmo!». Então os dois contaram o que tinha acontecido no caminho, e como o tinham reconhecido ao partir o pão. Ainda estavam falando, quando o próprio Jesus apareceu no meio deles e lhes disse: «A paz esteja convosco!” Eles ficaram assustados e cheios de medo, pensando que estavam vendo um espírito. Mas ele disse: «Por que estais preocupados, e por que tendes dúvidas no coração? Vede minhas mãos e meus pés: sou eu mesmo! Tocai em mim e vede! Um espírito não tem carne, nem ossos, como estais vendo que eu tenho».E dizendo isso, ele mostrou-lhes as mãos e os pés. Mas eles ainda não podiam acreditar, tanta era sua alegria e sua surpresa. Então Jesus disse:«Tendes aqui alguma coisa para comer?» Deram-lhe um pedaço de peixe assado. Ele o tomou e comeu diante deles.

Depois disse-lhes: «São estas as coisas que eu vos falei quando ainda estava convosco: era necessário que se cumprisse tudo o que está escrito sobre mim na Lei de Moisés, nos Profetas e nos Salmos». Então ele abriu a inteligência dos discípulos para entenderem as Escrituras, e disse-lhes: «Assim está escrito: o Cristo sofrerá e ressuscitará dos mortos ao terceiro dia, e no seu nome será anunciada a conversão, para o perdão dos pecados, a todas as nações, começando por Jerusalém. Vós sois as testemunhas destas coisas».

Ilustração: Pili Piñero

Hoje vemos novamente Jesus ressuscitado diante dos apóstolos. Eles estão se escondendo em uma casa porque estão com medo. Embora as portas estejam fechadas, o Senhor ressuscitado entra lá. Eles ficam com medo: eles acham que vêem um fantasma. Então Jesus mostra a eles suas mãos e pés, com as feridas da crucificação ...Ele até comeu um pouco para ver que ele realmente havia ressuscitado.

-As mãos e os pés de Cristo são perfurados ... Eles são suas mãos, eles são seus pés: não pode ser outro. É você, Jesus!