Nosso site usa cookies para melhorar a experiência do usuário e recomendamos aceitar seu uso para aproveitar ao máximo a navegação

Uma equipe de 200 sacerdotes te comentam o Evangelho do dia

Ver outros dias:

Dia Litúrgico: Sexta-feira da 3ª semana da Páscoa

Evangelho (Jo 6,52-59): Os judeus discutiam entre si: «Como é que ele pode dar a sua carne a comer?». Os judeus discutiam entre si: «Como é que ele pode dar a sua carne a comer?». Jesus disse: «Em verdade, em verdade, vos digo: se não comerdes a carne do Filho do Homem e não beberdes o seu sangue, não tereis a vida em vós. Quem consome a minha carne e bebe o meu sangue tem a vida eterna, e eu o ressuscitarei no último dia. Pois minha carne é verdadeira comida e meu sangue é verdadeira bebida. Quem consome a minha carne e bebe o meu sangue permanece em mim, e eu nele. Como o Pai, que vive, me enviou, e eu vivo por meio do Pai, assim aquele que me consome viverá por meio de mim. Este é o pão que desceu do céu. Não é como aquele que os vossos pais comeram — e no entanto morreram. Quem consome este pão viverá para sempre». Jesus falou estas coisas ensinando na sinagoga, em Cafarnaum.

Ilustração: Francesc Badia

Hoje, as pessoas rejeitam Jesus porque não entendem as suas palavras: «Quem come a minha carne e bebe o meu sangue, tem a vida eterna». Não O compreendem e afastam-se d’Ele! É uma atitude curiosa: pouco antes, Cristo tinha multiplicado por milhares uns poucos pães e peixes. Foi um grande milagre que eles aceitaram sem entender e sem protestar. Até queriam fazê-Lo rei… Agora afastam-se de Jesus Cristo!

- Entender Deus é importante; aceitá-Lo é imprescindível. Jesus sabe como fazer as coisas: graças à Eucaristía podemos alimentar-nos de modo discreto com a sua Carne e o seu Sangue.