Nosso site usa cookies para melhorar a experiência do usuário e recomendamos aceitar seu uso para aproveitar ao máximo a navegação

Uma equipe de 200 sacerdotes te comentam o Evangelho do dia

Ver outros dias:

Dia Litúrgico: Quinta-feira da 6ª semana da Páscoa

Evangelho (Jo 16,16-20): «Um pouco de tempo, e não mais me vereis; e mais um pouco, e me vereis de novo». «Um pouco de tempo, e não mais me vereis; e mais um pouco, e me vereis de novo». Alguns dos seus discípulos comentavam: «Que significa isto que ele está dizendo: ‘Um pouco de tempo e não mais me vereis, e mais um pouco, e me vereis de novo’ e ‘Eu vou para junto do Pai’?». Diziam ainda: «O que é esse ‘pouco’? Não entendemos o que ele quer dizer». Jesus entendeu que eles queriam fazer perguntas; então falou: «Estais discutindo porque eu disse: ‘Um pouco de tempo, e não me vereis, e mais um pouco, e me vereis de novo’? Em verdade, em verdade, vos digo: chorareis e lamentareis, mas o mundo se alegrará. Ficareis tristes, mas a vossa tristeza se transformará em alegria».

Ilustração: Pili Piñero

Hoje nos surpreendem estas palavras de Jesus. O Senhor se refere a que, quando suba ao céu, não nos abandonará. Deus permanecerá junto a nós, inclusive mais perto que nunca: porque Ele e o Pai enviarão ao Espírito Santo a nossos corações, porque Cristo se fará presente na Eucaristia quando os Apóstolos começarem a celebrar a missa…

—Não vemos a Jesus como o viram os Apóstolos, mas o “tocamos” mais que nunca. Por isto Jesus disse: «Vossa tristeza se convertirá em gozo».