Nosso site usa cookies para melhorar a experiência do usuário e recomendamos aceitar seu uso para aproveitar ao máximo a navegação

Uma equipe de 200 sacerdotes te comentam o Evangelho do dia

Ver outros dias:

Dia Litúrgico: Quarta-feira da 1ª semana do Advento

Evangelho (Mt 15,29-37): «Sinto compaixão dessa multidão. Já faz três dias que estão comigo, e não têm nada para comer». Partindo dali, Jesus foi para as margens do mar da Galileia, subiu a montanha e sentou-se. Grandes multidões iam até ele, levando consigo coxos, aleijados, cegos, mudos, e muitos outros doentes. Eles os trouxeram aos pés de Jesus, e ele os curou. A multidão ficou admirada, quando viu mudos falando, aleijados sendo curados, coxos andando e cegos enxergando. E glorificaram o Deus de Israel.

Jesus chamou seus discípulos e disse: «Sinto compaixão dessa multidão. Já faz três dias que estão comigo, e não têm nada para comer. Não quero mandá-los embora sem comer, para que não desfalecem pelo caminho». Os discípulos disseram: «De onde vamos conseguir, num lugar deserto, tantos pães que possamos saciar tão grande multidão?» Jesus perguntou: «Quantos pães tendes?» Eles responderam: «Sete, e alguns peixinhos». Jesus mandou que a multidão se sentasse pelo chão. Depois tomou os sete pães e os peixes, deu graças, partiu-os e os deu aos discípulos, e os discípulos os distribuíram às multidões. Todos comeram e ficaram saciados; e encheram sete cestos com os pedaços que sobraram.

Ilustração: Francesc Badia

Hoje vemos a Jesus curando a muitos doentes e dando de comer a muitas pessoas que estavam com fome. Deus quer curar-nos e alimentar-nos a todos. Por isto Jesus vai nascer no Natal: se aproxima a nós para salvar a todos; quer levar-nos à casa eterna do Pai.

—Pode Jesus salvar a todos os homens? Sim, porque é Deus. Então, como é que ainda há tantos males no mundo? Porque ainda não o acolhemos. Você quer recebê-lo de verdade?