Nosso site usa cookies para melhorar a experiência do usuário e recomendamos aceitar seu uso para aproveitar ao máximo a navegação

Uma equipe de 200 sacerdotes te comentam o Evangelho do dia

Ver outros dias:

Dia Litúrgico: Sexta-feira da 1ª semana da Quaresma

Evangelho (Mt 5,20-26): «(…) Se fores, portanto, apresentar uma oferta sobre o altar e ali te recordares de que o teu irmão tem alguma coisa contra ti, deixa lá a tua oferta diante do altar, e vai primeiro reconciliar-te com o teu irmão; depois, volta para apresentar a tua oferta (…)».

Não encontraremos Deus sem perdão

REDAÇÃO evangeli.net (elaborado com base nos textos de Bento XVI)
(Città del Vaticano, Vaticano)

Hoje, encontramos os ensinamentos de Jesus acerca do perdão, no início do “Sermão da Montanha”, numa nova interpretação do quinto Mandamento. A ofensa só se pode superar mediante o perdão, e não através da vingança. Deus é um Deus que perdoa sempre porque ama as suas criaturas; mas o perdão só consegue penetrar, só pode ser efetivo, em quem, por sua vez, também perdoa.

O Senhor diz-nos que não se pode apresentar perante Deus quem não se reconciliou com o seu irmão; adiantar-se com um gesto de reconciliação, sair ao seu encontro, é condição prévia para prestar correctamente culto a Deus. A este respeito, podemos pensar que o próprio Deus, sabendo que o homem estava confrontando Deus como rebelde, se pôs a caminho a partir da sua divindade para vir ao nosso encontro, para nos reconciliar.

—Jesus, antes do dom da Eucaristia, ajoelhaste-te diante dos teus discípulos e lavaste os seus pés sujos, purificaste-os com o teu amor humilde. Que o meu perdão seja assim.