Nosso site usa cookies para melhorar a experiência do usuário e recomendamos aceitar seu uso para aproveitar ao máximo a navegação

Uma equipe de 200 sacerdotes te comentam o Evangelho do dia

Ver outros dias:

Dia Litúrgico: Sexta-feira da 16ª semana do Tempo Comum

Evangelho (Mt 13,18-23): «(…) O que foi semeado em terra boa é quem ouve a palavra e a entende; este produz fruto: um cem, outro sessenta e outro trinta».

A fé sem obras é uma fé “morta”

REDAÇÃO evangeli.net (elaborado com base nos textos de Bento XVI)
(Città del Vaticano, Vaticano)

Hoje, a “Parábola do semeador” é uma advertência que não devemos esquecer, e um constante convite a responder com frutos ao amor com que Ele cuida de nós. A fé permite-nos reconhecer a Cristo no próximo, e Seu próprio Amor nos impulsa a transformar a Palavra recebida em vida entregada.

A fé sem caridade não dá fruto, e a caridade sem fé seria um sentimento constantemente a mercê da dúvida. A fé e o amor precisam-se mutuamente de jeito que uma permite à outra seguir o seu caminho. Com palavras fortes —que sempre concerne aos cristãos—, o apóstolo São Tiago diz «Se não se traduz em ações [a fé] por si só está morta (...) Mostra-me a tua fé sem as ações, que eu te mostrarei a minha fé a partir de minhas ações» (St 2,17-18).

—Sustentados pela fé, olhamos com esperança o nosso compromisso neste mundo, esperando novos céus e novas terras onde more a justiça.