Nosso site usa cookies para melhorar a experiência do usuário e recomendamos aceitar seu uso para aproveitar ao máximo a navegação

Uma equipe de 200 sacerdotes te comentam o Evangelho do dia

Ver outros dias:

Dia Litúrgico: Domingo IV (A) da Páscoa

Evangelho (Jo 10,1-10): «Em verdade, em verdade, vos digo: quem não entra pela porta no redil onde estão as ovelhas, mas sobe por outro lugar, esse é ladrão e assaltante. Quem entra pela porta é o pastor das ovelhas (...). Eu sou a porta. Quem entrar por mim será salvo; poderá entrar e sair, e encontrará pastagem. O ladrão vem só para roubar, matar e destruir. Eu vim para que tenham vida, e a tenham em abundância».

João 10: o bom pastor dá a “vida em abundância”

REDAÇÃO evangeli.net (elaborado com base nos textos de Bento XVI)
(Città del Vaticano, Vaticano)

Hoje centramo-nos na figura do Bom Pastor, uma imagem de larga tradição bíblica, onde Jesus purifica-la e a leva a sue pleno sentido. O ladrão vê as ovelhas como próprias e as aproveita para se mesmo. Ao contrário o verdadeiro Pastor não tira a vida, mas da vida. A grande promessa de Jesus: dar “vida em abundância”.

Jesus Cristo promete levar às ovelhas a “pastagem”, às fontes da vida. Ressoam aqui as palavras do Salmo 23: «Ele me faz descansar em verdes prados; a águas tranquilas me conduz...». Mas, qual é o alimento do homem? Ele vive da verdade e de ser amado pela Verdade. Precisa de Deus, ao Deus que se aproxima e mostra o caminho da vida. Quem lhe dá tudo isso, é aquele que lhe dá “vida em abundância”.

—Jesus, como palavra de Deus feita carne, não é apenas o “pastor”, também é o alimento, a verdadeira “pastagem”; dá-nos a vida entregando-se Ele mesmo.

Jesus, o único Salvador, é a “porta”, leva-nos no seu Coração

P. Pere SUÑER i Puig SJ
(Barcelona, Espanha)

Hoje Jesus utiliza duas imagens que fazem referência a si mesmo: Ele é o “pastor” e a “porta”. Jesus conhece as ovelhas: as chama uma por uma. Para Jesus, nós não somos um número; com cada um de nós tem um trato pessoal. Também nos ama pessoalmente.

“Conhecer”, no Evangelho, não significa só um ato de entendimento, senão um ato de adesão à pessoa conhecida. Cristo leva-nos no seu Coração. Jesus é também a “porta”. A única porta. Ninguém vai ao Pai senão por Ele. Alguns pensam que Cristo é um de tantos salvadores: Jesus, Buda, Confúcio..., Maomé, Não! Só Jesus é Deus! Quem se salva se salvará por Jesus Cristo, ainda que nesta vida não o saiba.

—Eu, Jesus pelo dom da fé, sei que és Deus. Obrigado porque pude conhecer-te. Esforçarei-me em atravessar esta “porta” que leva ao Pai, ainda que é estreita, Tu a abrirás de par em par.