Nosso site usa cookies para melhorar a experiência do usuário e recomendamos aceitar seu uso para aproveitar ao máximo a navegação

Uma equipe de 200 sacerdotes te comentam o Evangelho do dia

Ver outros dias:

Dia Litúrgico: Solenidade do Sagrado Coração de Jesus (A)

Evangelho (Mt 11,25-30): Naquela ocasião, Jesus pronunciou estas palavras: «(…) Vinde a mim, todos vós que estais cansados e carregados de fardos, e eu vos darei descanso. Tomai sobre vós o meu jugo e sede discípulos meus, porque sou manso e humilde de coração, e encontrareis descanso para vós. Pois o meu jugo é suave e o meu fardo é leve».

O amor "Eros" de Deus

Rev. D. Antoni CAROL i Hostench
(Sant Cugat del Vallès, Barcelona, Espanha)

Hoje ouvimos Jesus-Deus falar sobre o seu próprio “coração”. Um coração manso e humilde! E, no Evangelho, S. João descreveu a cena do crucificado, com o lado traspassado por uma lança. Contemplar essa imagem ajuda-nos a entender que “Deus é Amor” até ao inimaginável: é um “eros loco”.

Para nossa surpresa, não se trata apenas de um Amor excelso, sublime, afastado, de pura amizade e de amizade pura... Deus ama-nos também por desejo. Em teoria, não nos necessita para nada nem deveria desejar nada das suas criaturas. Mas, Jesus descobre-nos um Deus com um amor cheio de sentimentos e de bons desejos: o Criador deseja e espera a resposta amorosa do homem. E espera em silencio, discretamente, como o mais delicado amante.

—Jesus, no teu coração trespassado submergi-me e no teu amor encontro repouso: sofres sem fazer sofrer; sofres, mas nem nos contas nem tens isso em conta... Perdoa-nos Senhor.