Nosso site usa cookies para melhorar a experiência do usuário e recomendamos aceitar seu uso para aproveitar ao máximo a navegação

Uma equipe de 200 sacerdotes te comentam o Evangelho do dia

Temas evangeli.net

Jesus nos Mistérios do Rosário

Mistérios de Glória
  1. A Assunção da Virgem

Há um evidente paralelismo entre as vidas de Jesus y de sua Mãe (a principal “corredentora”).  Concretamente, se Ela viveu de modo eminente a paixão de seu Filho, também é justo que participe especialmente da glória de seu Filho. Por isso, os Mistérios de Gloria têm como conclusão dos mistérios referidos a Maria Santíssima.  Tanto Ela —como seu Filho— já estão en no céu em corpo e alma: este é o mistério da Assunção.

***

 

1º) «Um grande sinal apareceu no céu: uma mulher vestida de sol» (Ap 12,1). A Assunção de Maria ao Céu é como a “coroação” de sua vocação: começou com o fiat («cumpra-se», na Anunciação) e se consumou neste 4º Mistério de Glória. São Bernardo contemplou este mistério com uma preciosa intuição: «Que presente mais lindo envia hoje nossa terra ao céu!» (Para ampliar: «Proclama minha alma a grandeza do Senhor»).

 

2º) «Quem cumpre a vontade do meu Pai que está nos céus, esse é meu irmão e minha irmã e minha mãe» (Mt 12,50). Todos lembramos da cena! Avisam a Jesus: «Tua mãe e teus irmãos estão lá fora e querem vê-lo» (Lc 8,20), e Jesus disse o que disse. Parece como se desentendesse de sua Mãe. Mas não era assim, senão que pronunciou essas palavras sendo consciente de que Nela se cumpriam fielmente. Era um elogio a sua Mãe! Para Maria escutar a Palavra de Deus e cumprir a Sua vontade era a razão de ser de sua vida.

Em consequência, para Santa Maria a morte —a saída do tempo e entrada na eternidade— não tinha um sentido de final, mas de plenitude, como se “dormisse em Deus”: ir à Casa do Pai, ficando para sempre com o Filho e inundada mais que nunca pelo Espírito Santo. Daí o clássico debate sobre se a Virgem “dormiu” ou “morreu”. São João Paulo II resolveu a questão com as seguintes palavras: «Qualquer que tenha sido o fato orgânico e biológico que, desde o ponto de vista físico, tenha produzido a morte, pode dizer que o trânsito desta vida à outra foi para Maria um amadurecimento da graça na glória, de modo que nunca melhor que nesse caso a morte pôde conceber-se como um “adormecimento”».

 

3º) «Bendita es entre todas as mulheres» (Lc 1,42): no Mistério da Assunção se cumpre especialmente a profecia de santa Isabel. De fato, só em Santa Maria se deu o privilégio de entrar TODA Ela —corpo e alma— no céu. Ela nos precedeu em Graça; Ela nos precede na glorificação (“divinização”) do corpo humano.

Nenhuma outra mulher foi tão louvada e querida como Santa Maria, a Mãe de Jesus Cristo. Realmente Ela é «bendita entre todas as mulheres» (Para ampliar: «Todas as gerações me proclamarão bem-aventurada»).