Nosso site usa cookies para melhorar a experiência do usuário e recomendamos aceitar seu uso para aproveitar ao máximo a navegação

Uma equipe de 200 sacerdotes te comentam o Evangelho do dia

Ver outros dias:

Dia Litúrgico: 7 de Dezembro: Santo Ambrósio, bispo e doutor da Igreja

Evangelho (Jn 10,11-16): Naquele tempo, Jesus falou assim: «Eu sou o bom pastor. O bom pastor expõe a sua vida pelas ovelhas. O mercenário, porém, que não é pastor, a quem não pertencem as ovelhas, quando vê que o lobo vem vindo, abandona as ovelhas e foge; o lobo rouba e dispersa as ovelhas, porque é mercenário e não se importa com as ovelhas. Eu sou o bom pastor. Conheço as minhas ovelhas e as minhas ovelhas conhecem-me a mim, como meu Pai me conhece e eu conheço o Pai. Dou a minha vida pelas minhas ovelhas.

«O bom pastor dá a sua vida pelas ovelhas»

Rev. D. Joaquim MESEGUER García
(Sant Quirze del Vallès, Barcelona, Espanha)

Hoje, damo-nos conta de como é adequada a imagem do bom pastor ao falar de Sto. Ambrósio. «O bom pastor dá a vida pelas suas ovelhas», disse Jesus, e foi isso que fez Sto. Ambrósio no seu ministério pastoral em Milão. Podemos afirmar que naquela Igreja local houve um antes e um depois de Sto. Ambrósio.

Com a morte do ariano Auxêncio, a eleição do novo bispo de Milão apresentava-se muito complicada, pois os partidarismos e uma forte divisão faziam temer o pior; por esta razão chamaram a polícia da cidade com Ambrósio à frente para garantir a ordem. Ambrósio estava a preparar-se para receber o baptismo. Num momento de debate e polémica ouviu-se uma voz: «Ambrósio, bispo». Os aplausos foram unânimes e, perante a multidão que o aclamava, não teve outro remédio senão aceitar a eleição. Em poucos dias recebeu o baptismo e as ordens sagradas, e assim chegou a ser o mais insigne bispo de Milão.

O seu ministério caracterizou-se pela firmeza, caridade, prudência e pela sua grande capacidade organizativa, virtudes com que restaurou a unidade da Igreja milanesa: «Por meio da justiça, a verdade ergue-se sobre as ruinas das opiniões que antigamente governavam o mundo». Sto. Ambrósio cultivou o estudo da teologia, expôs a doutrina cristã em sermões magistrais e fomentou a liturgia, por tudo isto se tornou credor do título de Doutor da Igreja. Foi ele que iniciou na vida cristã e baptizou Sto. Agostinho, cuja luz também brilhou na história da Igreja.

«Eu conheço as minhas ovelhas e elas conhecem-me a mim, como meu Pai me conhece e eu conheço o Pai»; graças a esta experiência de oração e de conhecimento de Jesus Cristo, Ambrósio converteu-se num excelente pastor à imagem do Bom Pastor.